Follow by Email

29 de setembro de 2017

BLOG - Com Jornalismo Levado a Sério. - BISPO MAGALHÃES: Por que o consumo de grãos como o milho é importan...

BLOG - Com Jornalismo Levado a Sério. - BISPO MAGALHÃES: Por que o consumo de grãos como o milho é importan...: O consumo de alguns tipos de grãos traz energia para o corpo, previne doenças cardíacas e age contra a diabetes. Alguns questionament...

Por que o consumo de grãos como o milho é importante

Por que o consumo de grãos como arroz, trigo, milho e cevada é importante

O consumo de alguns tipos de grãos traz energia para o corpo, previne doenças cardíacas e age contra a diabetes.

Alguns questionamentos quanto aos ingredientes que compõem uma dieta saudável são mais comuns do que as pessoas possam imaginar. 

Para que serve isso? Quais os benefícios daquilo? Porque tenho de comer isso?

Os grãos, por exemplo, eles fazem parte da alimentação humana há milhares de anos e têm um papel muito importante dentro da dieta. 

Os que estão mais em evidência são o arroz, o milho e o trigo.

Esses alimentos são vistos como fontes de carboidrato, têm como principal papel fornecer energia para o organismo. 

Além disso, possuem proteínas, lipídios, minerais e fibras. 

Outra vantagem em relação aos grãos é que seu consumo é versátil. 

Eles podem entrar na dieta cozidos inteiros ou por meio de seus derivados, como a farinha, que pode ser refinada – feita apenas da parte interna do grão, ou integral – com o grão completo.

Os grãos e os produtos que são obtidos através deles são fonte de energia relevante para o corpo. 

Quando consumidos com alimentos proteicos e com gorduras boas, compõe uma alimentação saudável. 

Isso acarreta em muitas vantagens para o corpo, sobretudo no que diz respeito à manutenção da saúde e seu bom funcionamento.

Alimentos obtidos a partir dos grãos

No cardápio de alimentos que podem ser obtidos a partir da utilização dos grãos, estão: pão feito de trigo, centeio, cevada e milho que pode ser consumido no café da manhã ou nos lanches intermediários, acompanhado de frios magros, leite e derivados desnatados e frutas frescas ou secas. 

As farinhas, que entram na concepção de pães, bolos, massas, tortas e bebidas como a cerveja, são fontes de carboidratos.

Benefício do consumo dos grãos

De acordo com a nutricionista Beatriz Botequio, o consumo regular de grãos podem trazer muitas vantagens para o corpo. 

Entre todas elas, quatro se destacam com maior ênfase. Veja quais são:

-Mais energia – O carboidrato é a principal fonte de energia para o organismo e fornecedor de glicose para o cérebro exercer as suas funções.

-Menor risco de doenças do coração – Isso acontece graças a grande quantidade de fibras que eles possuem.

-Aliado contra o diabetes – Estudos apontam que a ingestão de fibra insolúvel, encontrada no grão integral, está associada a menor risco de diabetes tipo 2.

-Favorece a saúde intestinal – As fibras também são aliadas do intestino, pois ajudam a melhorar a formação e eliminação das fezes.









BLOG - Com Jornalismo Levado a Sério. - BISPO MAGALHÃES: Ele é o Cara dos Concursos! Aprovado e nomeado em ...

https://bispomagalhaes.blogspot.com.br/2017/09/ele-e-o-cara-dos-concursos-aprovado-e.htmlBLOG - Com Jornalismo Levado a Sério. - BISPO MAGALHÃES: Ele é o Cara dos Concursos! Aprovado e nomeado em ...: Kalebe Dionísio provou que, mesmo trabalhando o dia todo e fazendo Universidade à noite, é possível ter sucesso nos concursos públicos...

Ele é o Cara dos Concursos! Aprovado e nomeado em 10 Concursos Federais até os 22 anos de idade.


Kalebe Dionísio provou que, mesmo trabalhando o dia todo e fazendo Universidade à noite, é possível ter sucesso nos concursos públicos. 

Hoje ele ensina suas técnicas para outras pessoas através da internet.

Tendo feito concursos dos 17 aos 22 anos de idade, Kalebe Dionísio, colecionou grandes resultados e se tornou Recordista Brasileiro como o "Jovem com maior número de nomeações em concursos federais"
Na sua breve história na área de concursos públicos foram 10 nomeações em apenas 5 anos, de 2009 a 2014, em órgãos como a Receita Federal, Ministério Público Federal, Tribunal Regional Federal entre outros.
"O que mais me atraiu no setor público foi a remuneração. Como não tinha formação na época, apenas ensino médio e sem experiência, não existia oportunidade na iniciativa privada que pagasse um salário próximo ao serviço público. 
Também pela estabilidade, posso fazer planos e assumir compromissos sem medo de estar desempregado amanhã", afirma Kalebe.
Atualmente, já formado em Direito, ele exerce o cargo de Oficial de Justiça Avaliador Federal, no Tribunal Regional do Trabalho no Estado de Pernambuco. 
Agora ele se dedica apenas ao trabalho e ao seu hobby de ajudar outras pessoas a serem aprovadas também.
Mas nem sempre foi assim, "Nos primeiros concursos eu sempre ficava muito longe da nota necessária", conta.
Para seguir seu sonho, o jovem encontrou resistência entre os amigos. "Alguns amigos diziam que concurso era muito difícil e que era perda de tempo estudar. 
Ouvia que eu era muito novo, que estava na idade de curtir e que me arrependeria depois de passar essa parte da vida só estudando.
Até agora, não me arrependi de nada, muito pelo contrário, agora tenho a vida toda para curtir sem me preocupar com crises ou qualquer coisa do tipo", desabafa Kalebe.
O Kalebe foi um concurseiro como muitos outros, teve diversas reprovações no início da sua caminhada de estudo. Mas aproveitou as reprovações como experiência, persistiu e aprimorou seu método de estudo para concursos e começou a colecionar aprovações.
Hoje em dia, Kalebe Dionísio coleciona aprovações em concursos.
Com a escolha da área de atuação, ele passava a estudar de forma contínua as disciplinas comuns em diversas provas como português, informática, direito constitucional e direito administrativo. 
Assim, quando o edital era publicado, ele revisava essas matérias e iniciava o estudo do conteúdo específico de cada prova. "Com essa estratégia, eu estudava para vários concursos da mesma área, ao mesmo tempo. 
Escolhia os concursos por causa do órgão, da remuneração e da jornada de trabalho", diz.
O estudo de Kalebe é formado por cursos em videoaulas e materiais digitais (cursos em PDF). 
Quando nenhum edital estava aberto, ele costumava estudar cerca de 3 horas por dia. Com a publicação do edital, a carga de estudos aumentava para 5 a 6 horas por dia.
"O importante é a pessoa descobrir qual método de estudo é melhor para ela, comigo funcionou o Tripé da Aprovação", afirma o jovem, com um sorriso no rosto e o semblante de dever cumprido.

28 de setembro de 2017

FACULDADE INTERNACIONAL EL SHADDAY CURSO DE DIÁCONOS E DIACONISAS - PAGUE SÓ O FRETE, CERTIFICADO, CARTEIRA DE IDENTIFICAÇÃO - GRÁTIS.

BLOG - Com Jornalismo Levado a Sério. - BISPO MAGALHÃES: FACULDADE INTERNACIONAL EL SHADDAY CURSO DE DIÁCON...: PARA QUE SERVE UM DIÁCONO OU DIACONISA NA IGREJA DO SENHOR. Aqui está 10 (dez) dicas para ser um bom d...

FACULDADE INTERNACIONAL EL SHADDAY CURSO DE DIÁCONOS E DIACONISAS - PAGUE SÓ O FRETE, CERTIFICADO, CARTEIRA DE IDENTIFICAÇÃO - GRÁTIS.

























PARA QUE SERVE UM DIÁCONO OU DIACONISA NA IGREJA DO SENHOR.

Aqui está 10 (dez) dicas para ser um bom diácono.

TEXTO BÍBLICO:
E também estes sejam primeiro provados, depois sirvam, se forem irrepreensíveis. 
Porque os que servirem bem como diáconos, adquirirão para si uma boa posição e muita confiança na fé que há em Cristo Jesus. 
Porém o profeta que tiver a presunção de falar alguma palavra em meu nome, que eu não lhe tenha mandado falar, ou o que falar em nome de outros deuses, esse profeta morrerá. 

Introdução das dez dicas:

1- Hoje em dia, há muitos que não entendem o assunto.
2- “O Diaconato,”  e existe muita confusão a respeito.  
3- Há muitas igrejas pequenas com muitos diáconos.  
4- Há igrejas com nenhum diáconos.  
5- Há irmãos que pensam que o pastor tem que ser diácono antes de ser pastor.  
6- Outros acham que “Uma vez diácono, sempre diácono,” e também que quando um diácono muda de uma igreja para a outra, é automaticamente considerado diácono da  igreja de destino.  
7- Há igrejas que têm diácono, mas usam um outro membro como tesoureiro.  
8-Algumas igrejas pensam do diácono como líder espiritual, um irmão que deve decidir apenas as questões de natureza administrativa da igreja.  
9- Muitos irmãos querem consagrar-se a diácono e ficar no lugar de pastor.  
10- Outros não provam o candidato antes da consagração ao diaconato.  
11- Será que não devemos repensar a nossa posição sobre o diácono e sua atuação na igreja?

I. O Sentido da palavra.

A. A palavra diácono no Grego quer dizer diakonoj e é usada 30 vezes no Novo Testamento.

B.  Na maioria destes casos, é traduzida servo ou ministro.   Veja I Corintios - 3:5 e Romanos - 13:4 como exemplos.
Pois, quem é Paulo, e quem é Apolo, senão ministros pelos quais crestes, e conforme o que o Senhor deu a cada um?


Porque ela é ministro de Deus para teu bem. Mas, se fizeres o mal, teme, pois não traz debalde a espada; porque é ministro de Deus, e vingador para castigar o que faz o mal.


C. O verbo em suas várias formas (diakonew e diakonia) é usado mais vezes e traduzido como ministrar ou servir.

II. O uso normal da palavra.

A.  Neste sentido todos os membros da igreja são diáconos (servos) de Deus.  Todos devem ministrar uns aos outros.

B. Paulo recomendou uma mulher chamada Febe, “a qual serve na igreja que está em Cencréia,” Romanos. 16:1.  

Ela não foi uma diaconisa e que saibamos, não ocupou nenhum cargo na igreja.  Mas era uma boa serva de Deus e muito útil para o trabalho. 

Todos os membros devem servir uns aos outros. Devem fazer tudo necessário para o bem estar da igreja.

III. A instituição do diaconato.

A. Durante o ministério de Cristo na terra, ninguém foi instalado na igreja como diácono.  Não existia o diaconato.  Foi criado depois, com a aprovação de Deus.

B.  Hoje existe a posição do diácono como oficial da igreja.  É um dos dois tipos de ministros ou servos da igreja.   

Veja  Felipenses - 1:1  “Paulo e Timóteo, servos (escravos) de Jesus Cristo, a todos os santos em Cristo Jesus, que estão em Filipos, com os bispos (pastores) e diáconos.”

IV.  Os oficiais na igreja atualmente:

A.  Jesus deu oficiais à sua igreja para a sua administração eficaz e espiritual.

1. Os apóstolos e profetas foram necessários por algum tempo antes do recebimento da fé ou doutrina suficiente para a igreja. Estão no fundamento ou alicerce da igreja, 
Efésios - 2:21. No qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para templo santo no Senhor.

B.  Há necessidade de evangelistas e pastores que ensinam a doutrina para a edificação espiritual da  igreja, 
Efésios - 4:11-16.2. Hoje não há apóstolos e profetas na igreja, pois são desnecessários.

C. Também há necessidade de um oficial na igreja que possa cuidar da parte material dela.  São  os diáconos.

D. No Novo Testamento encontramos as qualificações tanto para o oficial espiritual como para o oficial material.  

Por que?  Porque eles vão servir oficialmente a igreja até a vinda de Cristo.  

Por que não tem instruções sobre as qualificações de um apostolo ou de um profeta? Porque hoje não temos apóstolos nem profetas.  Mas temos pastores, presbíteros e diáconos.

V. A origem do diaconato:

A.  A crise econômica em Jerusalém criou um problema para a nova igreja.

1. Alguns dos membros vendiam seus bens para distribuir entre os outros,Atos - 2:44-45.
E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum.
E vendiam suas propriedades e bens, e repartiam com todos, segundo cada um havia de mister.

2. As contribuições foram dadas voluntariamente, Atos - 5:4.
Guardando-a não ficava para ti? E, vendida, não estava em teu poder? Por que formaste este desígnio em teu coração? Não mentiste aos homens, mas a Deus.

3. As viúvas foram ajudadas, mais havia desentendimento entre elas, Atos - 6:1.
Ora, naqueles dias, crescendo o número dos discípulos, houve uma murmuração dos gregos contra os hebreus, porque as suas viúvas eram desprezadas no ministério cotidiano.
4. Isto criou murmuração e reclamação, provocando uma assembleia geral dos membros da igreja, Atos - 6:1-2.
Ora, naqueles dias, crescendo o número dos discípulos, houve uma murmuração dos gregos contra os hebreus, porque as suas viúvas eram desprezadas no ministério cotidiano.
E os doze, convocando a multidão dos discípulos, disseram: Não é razoável que nós deixemos a palavra de Deus e sirvamos às mesas.

5. Os apóstolos distribuíram estes bens, assim gastando demasiadamente seu tempo, vs. 2.

B.  Os apóstolos resolveram o problema, criando o diaconato para cuidar da parte material da igreja, vs. 3-4.
         1. A igreja e não os apóstolos, escolheu os candidatos, vs. 2.
   2. Os apóstolos decidiram quais as qualificações necessárias para ser diácono, vs. 3.
        3. Tinham que ser homens, vs. 3.
       4. Tinham que ser homens que todos conheciam e com bom testemunho, vs. 3.
    5. Tinham que ser sábios e espirituais, vs. 3, porque teriam que fazer decisões com o dinheiro da igreja, vs. 3.  Foi chamado “este negócio,” vs. 3.
     6.  Os homens escolhidos pela igreja foram ordenados pelos apóstolos com a imposição das mãos, vs. 6.

C.  Os apóstolos ficaram livres para a oração e o ministério da palavra.
     1. As atividades dos apóstolos eram totalmente espirituais.  Hoje é assim no caso do pastor.  Ele não é apóstolo, mas é o líder espiritual, não material.
        2. Quem administra a palavra, ou toma a frente da igreja espiritualmente, não deve se preocupar com a parte material, como receber ofertas da igreja ou pagar as contas dela.
           3.  O diácono é  simplesmente o tesoureiro da igreja.  Por isso deve ser conhecido como um homem muito  honesto.  Se a igreja não pode confiar nele, deve colocar um outro no cargo.

D.  O resultado foi o crescimento da igreja,  At. 6:7.
           1. Por que?  Porque o trabalho material foi dado ao diácono e os apóstolos ficaram livres para orar e pregar.

VI. Quais são as qualificações do diácono?   

A.  Além dos requisitos mencionados em At. 6:3, há uma lista dos mesmos em I Tm. 3:8-13.
      
         1. Ser honesto, ou sério, vs. 8.  É a principal e primeira exigência.  Ele vai mexer com dinheiro da igreja.   Sua mulher também deve ser honesta, vs. 11.

          2. Não ser de língua dobre, vs. 8.  Não pode dizer uma coisa a um irmão e outra coisa ao outro.  Sua mulher também não pode ser maldizente, vs. 11.
       3. Não ser dado a muito vinho, vs. 8.  Assim, não poderia raciocinar certo, com clareza.
                         
           4. Não ser cobiçoso de dinheiro ganho ilicitamente, vs. 1. A razão é evidente.

       5. Saber guardar a fé com confiança, conhecer a doutrina, vs. 9.  Este ponto é mais importante do que alguns pensam.  O diácono deve ser um homem espiritual que conhece a doutrina.

          6. Ser casado com uma só mulher.  Não amigado, nem divorciado e recasado, vs. 12.

            7. Governar bem a sua própria casa e família, vs. 12. 
            

VII. Quais são as atividades dos diáconos na igreja?

A. O “ministério cotidiano“ era tratar das necessidades materiais das viúvas na igreja, At. 6:1
.
          1.  A igreja deve contribuir para o sustento das suas viúvas verdadeiras.

           2.  A igreja deve decidir quem vai receber tal sustento.

B.  Paulo definiu a viúva verdadeira que merece ajuda financeira regular,  I Tm. 5:3-16.
          1. Uma viúva desamparada, sem família para ajudá-la, vs. 4-5,16.  
         2. Uma mulher com a idade mínima de sessenta anos, casada uma só vez , vs. 9.
      3.  Uma mulher consagrada a Deus e sua obra, vs. 6,7,10.
          4.  Uma mulher hospitaleira, vs. 10.
          5.  Uma mulher que criou filhos, vs. 10.
          6.  Uma mulher de muita oração, vs. 5.
          7.  Uma mulher não maldizente, vs. 13.

C.   Ele paga as contas da igreja.
       1.  O diácono não paga as contas com o seu próprio dinheiro.     
       2.  Ele deve ter muito cuidado na distribuição das ofertas, pois são contribuições dos membros da igreja.
         3. Ele é responsável pelo dinheiro e deve saber fazer a contabilidade.
         4.  Ele não é dono da igreja, mas é um mordomo dela.
        5.  Ele é um membro igual aos outros.  Tem um voto só.  Ele é servo da igreja, não mestre.  Deve dar a sua contribuição também como qualquer outro membro.

D.  Ser diácono não é estágio para ser pastor.  Não existe hierarquia entre nós.

E.  O diaconato não é um cargo vitalício. Ele pode ser substituído.  O cargo pode ser eliminado.

VIII. Quantos diáconos são necessários para a igreja?

A.  A igreja em Jerusalém tinha milhares de membros.

B.  Ela tinha doze apóstolos e precisava deles.

C.  Ela escolheu sete homens para cuidar do problema material.

D. Cada igreja tem necessidades diferentes. Cada igreja deve decidir quantos diáconos são   necessários para ela.
1. Minha impressão é que um só basta na maioria das igrejas, pois elas não tem viúvas a cuidar.  O orçamento da igreja é pequeno.
2. Por que uma igreja quer muitos diáconos e não muitos pastores?

IX. Quais são as recompensas do diácono?

A.  Se servir bem, receberá uma boa posição.  Um bom galardão, vs. 13.

B.  Sua fé ou confiança será multiplicada, vs. 13.

Conclusão:

·O diácono não é um ministro espiritual, mas material.  Ele próprio tem que ser um homem espiritual.

·O diácono não é o chefe da igreja.

·O diácono não é um pastor.

·O diácono deve ser examinado e aprovado pela igreja e o seu pastor.

·O diácono pode ser exonerado do seu cargo.

·O diácono faz o trabalho de tesoureiro.  Se tem um diácono, por que escolher um tesoureiro?

·O diácono é respeitado pela igreja como homem honesto, um bom administrador, um bom crente.

·Não é necessário uma igreja pequena ter muitos diáconos.

·É melhor ter um pastor sem diácono do que um ou muitos diáconos sem pastor!

·Quando um diácono muda de uma igreja para a outra, pode ser ou não reconhecido com diácono da igreja de destino.  Isto depende de votação dela.  O caso é semelhante ao pastor consagrado numa igreja, que muda para uma outra igreja.  É a votação da igreja que decide se ele vai ser ou não o pastor.

·         Que Deus levante homens qualificados para servir como verdadeiros diáconos ou servos da igreja!

Preparado pelo BISPO MAGALHÃES
Igreja Assembleia De Deus
MINISTÉRIO INTERNACIONAL DO DEUS VIVORua Centro da Lagoa, 150 - Bairro: Lagoa Azul - Natal/RN - CEP 59.129-840 - Nordeste - BrasilJaneiro de 1992

            
SITES DO GRUPO BISPO MAGALHÃES: 

FACULDADE INTERNACIONAL EL SHADDAY:
  
BLOGS:

CANAL MAGALHÃES - VÍDEOS NO YOUTUBE:

EMPRESA DE JORNALISMO:

LOJAS VIRTUAIS  DO GRUPO MAGALHÃES: 

E-MAILS: 

WHATS’AAP
55 + 84 98712.3951

FONE:

TIM - 55 + 84 99925.6868